Foto: Tiago Belinski


O Congresso Estadual da sigla ocorreu nos dias 6 e 7 de novembro no teatro Dante Barone

O presidente em exercício, Mário Bruck, foi eleito presidente para o triênio 2021/2023.


                    Com o Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa lotado por militantes e lideranças socialistas, o PSB gaúcho realizou, neste domingo (7), a eleição do diretório e da executiva estadual, além da escolha dos delegados para o congresso nacional. O presidente em exercício, Mário Bruck, foi eleito presidente para o triênio 2021/2023. Os socialistas também referendaram o nome do ex-deputado Beto Albuquerque ao governo do Estado. No sábado, durante a abertura do congresso, a Rede Sustentabilidade anunciou o apoio à pré-candidatura de Albuquerque. "Esse apoio, um ano antes das eleições, deixa claro a viabilidade do nosso projeto ao Estado, que pretende agregar todos que sonham e lutam por um Rio Grande que volte a ser protagonista, impulsionado pela educação, condutora do desenvolvimento sustentável em todas as áreas". Sobre o pleito do próximo ano, o presidente Mário Bruck disse estar otimista com as futuras composições partidárias para a disputa majoritária e projetou o aumento das bancadas nos legislativos federal e estadual. "Estamos construindo e buscando alianças com outros partidos do campo democrático. Os desafios estão postos, vamos à luta com a certeza de que chegou a vez do PSB ser o protagonista do futuro que sonhamos. Aqui no Estado, estamos chegando ao final de uma gestão partidária que estruturou o partido para os desafios futuros. Nossa meta é ampliar as nossas bancadas, elegendo cinco deputados estaduais e três deputados federais. Vamos trabalhar fortemente em todos os cantos do Rio Grande para eleger o próximo governador, com Beto Albuquerque como candidato". Além da Rede, estiveram presentes no evento lideranças de outras siglas, como o ex-prefeito de Porto Alegre e presidente estadual do PROS, José Fortunati, o presidente estadual do PCdoB, Juliano Roso, e o presidente do PDT-RS, Ciro Simoni. O presidente do PT-RS, Paulo Pimenta, participou do evento com uma manifestação enviada em vídeo. Estiveram ainda presentes no congresso do PSB representantes do Cidadania, do Solidariedade e do Avante. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, não pode comparecer, mas enviou uma carta lida na solenidade de abertura. "Agradeço à Direção Estadual do Rio Grande do Sul e toda sua militância pelo comprometimento que tiveram com o processo de Autorreforma do PSB. Além da participação entusiasmada, tal empenho rendeu teses interessantíssimas, que serão levadas à deliberação do XV Congresso Nacional do PSB. Importante destacar, igualmente, nossa alegria pela proposição da pré-candidatura do valoroso companheiro de Direção Nacional, Beto Albuquerque, ao governo do Estado. A Direção Nacional do partido não medirá esforços para que, junto com a seção estadual, possamos dar a esta candidatura à estatura que ele deve ter e que o povo do querido estado do Rio Grande do Sul merece". O presidente da Fundação João Mangabeira, Márcio França, enviou um vídeo saudando os congressistas e desejando sucesso à nova gestão estadual. O deputado estadual Elton Weber também não pôde comparecer ao evento e enviou um vídeo que foi exibido no telão. AUTORREFORMA Após dois anos de debates democráticos, os socialistas também discutiram e referendaram as teses para os cinco eixos da chamada autorreforma do partido. Trata-se de uma série de mudanças propostas para a atualização do seu programa partidário e que deverão ser confirmadas em congresso nacional da sigla, previsto para o próximo ano. As discussões tiveram início na Conferência Nacional do partido, em novembro de 2019, com o objetivo de propõe soluções concretas e inovadoras para o país nos âmbitos econômico, social, cultural e ambiental, por meio de um Projeto Nacional de Desenvolvimento. "A autorreforma chega como oportunidade ímpar para nosso partido desenhar um grande projeto nacional, onde haja progresso econômico, inclusão social e superação das desigualdades com oportunidades igualitárias para todos. Um partido socialista e democrático também deve ser humanista, solidário e inclusivo", destacou o presidente. 

NÚCLEOS TEMÁTICOS

                 Um dos assuntos debatidos pelo Partido Socialista Brasileiro no Rio Grande do Sul (PSB RS) é o incentivo à criação de núcleos temáticos. Por ora, a Executiva Estadual da sigla sugere a elaboração de grupos de trabalho em cinco áreas: causa animal, educação, aposentados, cultura e meio ambiente. De acordo com o presidente do PSB RS, Mário Bruck, os núcleos são fundamentais para discutir pautas relevantes para cada área e sugerir demandas e projetos para o Poder Legislativo. "O objetivo do trabalho é contribuir com as políticas públicas defendidas pelo PSB nos municípios, nos Estados e no país", disse Mário. Entre os presentes, o deputado federal Heitor Schuch, o secretário estadual de Obras, José Stédile, o deputado estadual Dalciso Oliveira, a dirigente nacional e representante da Executiva, Mari Trindade, o secretário nacional da Juventude, Tony Sechi, a secretária nacional do LGBTQIA+, Tathiane Araújo, a secretária nacional da Negritude, Valneide dos Santos e a representante nacional da Mulheres do PSB, Mari Ezi, além de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais e presidentes locais da sigla.

Leia mais no site PSB-RS

Image